Qual o melhor software para gravação e o mais indicado para se começar.

No post de hoje vamos falar sobre os programas de edição e mixagem in the box, "dentro do computador". Também conhecido como DAW (Digital Audio Workstation).


Em inúmeros blogs, grupos de Facebook e entre outras comunidades digitais, sempre vejo pessoas perguntando qual o melhor programa de edição de áudio. Existem muito tipos, entre os mais citados são Pro Tools, Reaper, Ableton Live e Audition. Os valores variam de 60 dólares até 600 dólares por uma licença perpétua, uma permissão de uso vitalicia do programa. Mas não se assuste com o valor, há muitos com versões gratuitas e que são os mais indicados para se começar. Durante minha trajetória trabalhando em estúdios tive a oportunidade de trabalhar com 3 dos 4 programas já falados. Comecei gravando com o Reaper, fiz um curso de operação de áudio em que se utilizava o Audition e hoje em dia utilizo o Pro Tools em meu estúdio. Então para nosso post de hoje, vou falar sobre os que eu já tive a oportunidade de trabalhar.


Reaper:

O queridinho de muitos, e não é a toa não. O Reaper é um dos mais utilizados hoje em dia pois ele é "grátis". Já vou explicar o por que das aspas. A empresa que faz o Reaper acredita que seus usuários são pessoas 100% honestos. Com isso a empresa deixa você usar a versão grátis por tempo ilimitado. Eles acreditam que a partir do momento em que você gostou do programa e irá usar, você irá comprar. Porém muitos nunca compram. E para aqueles que querem comprar, não terão que gastar centenas de dólares por ele. Só existe uma única versão do Reaper e você tem a opção de 2 valores. 60 dólares (versão com desconto) ou 225 dólares (versão sem desconto) . A versão com desconto é para pessoas que utilizam o programa sem fins lucrativos, que o utilizam como passa tempo, para empresas que tem o lucro anual abaixo de 20 mil dólares ou para alunos e professores de qualquer instituição.

Agora vamos vamos falar do programa em si. O Reaper tem uma interface muito intuitiva e fácil aprendizagem, é tranquilo fazer edições e mixagens. O Reaper não exige muito do seu computador, por conta disso ele é o mais indicado para aquelas pessoas que tem um computador voltado mais ao uso doméstico, um computador sem grandes configurações.


Adobe Audition:

O Audition é um programa da adobe, e como sabemos os programas da adobe costumam ser um pouco caro, você pode ter o Audition por 90 reais por mês. Se você está começando ou ainda não tem lucro com suas produções é um programa caro. Minhas experiencias com ele não foram lá grandes coisas. Achei sua interface um pouco complicada, difícil de achar certos recursos, e algo que pode parecer bom no início mas não é tão interessante é que ele é em português. Porque ser em português não é tão legal ? No mundo do áudio muitos termos vem do inglês, muitos vídeos e tutoriais em que assistimos são em inglês. Com isso na hora de procurar uma função o nome em português pode ser algo bem diferente e difícil de encontrar. Mas vale lembrar que o Audition tem excelentes equalizadores nativos.


Pro Tools:

Vamos lá falar do grandioso Pro Tools. Assim como os computadores MAC o Pro Tools é a Daw mais utilizada no meio de produção musical profissional, ele estará em mais de 90% dos grandes estúdios. Para se ter uma licença vitalícia do programa você terá que desembolsar 600 dólares, mais ou menos três mil e seiscentos reais. Mas calma lá, não se assuste. Para iniciante existe o Pro Tools First, uma versão gratuita do programa que praticamente tem as mesmas ferramentas da versão paga. O que muda entre eles? A versão First vem com menos plugins nativos e você só pode gravar 4 faixas simultaneamente e ter no máximo 16 faixas de instrumentos e 16 faixas de MIDI. Já sua versão paga você pode gravar 32 faixas simultaneamente e ter até 512 Faixas de instrumentos e 1024 faixas de MIDI. Caso você queira o Pro Tools completo, e não tem 600 dólares dando bobeira, tem uma outra maneira de conseguir esse programa de forma mais acessível. Se você for estudante de qualquer instituição, ou professor em qualquer instituição você pagará apenas 9,99 dólares por mês. Como sou estudando da UFSCar esse é o plano que utilizo em meu estúdio, com a alta do dólar mais o IOF no último mês (05/2020) paguei 49 reais pelo Pro Tools. Vamos combinar que 49 reais/mês por um programa de edição profissional é bem barato, equivale a mensalidade de um NETFLIX. Mas vamos falar do Pro Tools em si. Pra mim é o melhor programa para edição, para fazer cortes, colagens e arrastar tracks é tudo muito simples, muito fácil e muito intuitivo. Sua interface é fácil de usar, tem uma certa estética agradável e já vem come excelentes plugins nativos. O Pro Tools já vai exigir mais de seu computador, então eu indico ele para quem já tem uma máquina mais legalzinha.


Com qual começar:

Acredito que qualquer programa dos que eu sitei a cima te entregarão uma excelente qualidade sonora. O que muda entre eles são algumas ferramentas, atalhos, plugins nativos e onde encontrar algumas funções. Plugins nativos nem sempre pesam muito na escolha de uma DAW, afinal de contas quase sempre contamos com pacote de plugins. Por exemplo os da Waves. A partir do momento em que você aprende e se acostuma com o programa fica mais difícil migrar para outro. Minha sugestão é iniciar ou com o Reaper ou com o Pro Tools First, lembrando se você tem um computador mais lerdinho vá de Reaper !



Vou deixar aqui os links para fazer o download do Reaper e do Pro Tools First.


Reaper:

https://www.reaper.fm/download.php

Pro Tools First:

https://my.avid.com/get/pro-tools-first

64 visualizações