Mac X Windows e Notebook x Desktop - Qual a melhor opção para seu Home Studio?

Na última postagem falamos dos 7 itens básicos para montar um home studio, e hoje vamos comentar um pouco acerca do item 1, o Computador.




Posso não ser a melhor pessoa para falar sobre computadores, pois não sou nem de longe um perito em tecnologias ou sobre o mundo dos eletrônicos. Porém hoje vou falar sobre qual sistema operacional se enquadra melhorar para você e seu home studio e se tem diferença entre um notebook ou desktop. Separei os dois sistemas operacionais mais comuns e quais eu já tive a oportunidade de trabalhar, Windows e Mac. Muitos já ouviram falar que os MACs são os melhores aparelhos para se trabalhar com edições, seja de imagem, vídeo ou áudio. Mas será que é verdade e que se aplica a nossa realidade? Pois bem, vou escrever sobre os dois sistemas e citar seus prós e contras e fica pra você, decidir qual é o melhor sistema para seu home studio. Lembrando, que não precisa ter um computador somente para isso, que para começar, provavelmente aquele computador doméstico de uso coletivo dê conta do recado, seja ele de mesa ou portátil.


MACs (Apple):


Prós: Não chega a ser exatamente um ponto a favor, mas quando entramos em estúdios profissionais ou vemos fotos em internet, a grande maioria desses estúdios são habitados por computadores MAC. Tal sistema operacional tem grande afinidade com os principais softwares (programas) de edição profissional. Por exemplo o Pro Tools, a DAW em que utilizo aqui no estúdio. O Pro Tools é feito para se trabalhar com computadores Apple, não que ele não funcione com Windows, porém ele tem uma maior afinidade com isso, muitas vezes esses programas têm respostas mais rápidas e travam menos quando utilizados em sistemas OS (MAC).


Contras: O Valor. Os aparelhos da Apple tem um valor muuuuuuuuito acima de muuuuuitos orçamentos, e com o preço de um desses, mesmo nos modelos básicos, conseguimos comprar máquinas muito melhores do sistema Windows. Segundo ponto contra é que são computadores difíceis de se conseguir piratear programas. Que fique bem claro que eu NÃO SOU A FAVOR DE PIRATARIA e que o Pro Tools de uso aqui no estúdio foi comprado. Porém com a realidade brasileira onde programas e plugins baratos ficam entre 50 e 100 dólares e com o dólar aquase 6 reais, a pirataria se torna algo tentador. O terceiro ponto contra é que para alguns que estão acostumados com windows pode ser um pouco complicado mudar de uma interface para a outra, porém nada como um pouco de prática para pegar o jeito e ver que os dois funcionam de maneira semelhante.


Windows:


Prós: Valor, os computadores Windows têm um preço mais acessível, e como falado anteriormente com o valor de um computador da Apple compramos uma máquina Windows com excelente rendimento, que muitas vezes tem melhor desempenho que o MAC.


Contras: Dependendo da configuração de seu windows pode ser que ele não aguente certos programas de edição, demore muito para rodar os plugins ou até mesmo não rodar. Mas isso não é algo somente de Windows, por experiência própria fuja de MACs antigos, não pense que por ser da Apple ele vai rodar maravilhosamente qualquer coisa.


Notebook X Desktop:


Sobre a questão computador de mesa ou portátil qual escolher? Se você tiver um notebook não tem problema, eles funcionam muito bem, porém a única vantagem dele sobre o desktop é ser portátil. Os Desktops (computador de mesa) geralmente apresentam uma melhor configuração de máquina pelo mesmo preço de um notebook. Além disso os Desktop são mais rápidos, tem mais entradas e saídas (USB, HDMI, Thunderbolt, Firewire, etc) são mais fáceis de se modificar, fazer melhoramentos e são mais silenciosos. Quando se trata de gravação de áudio ter uma máquina que não gere ruído extra na sala é um grande ponto a favor, então se puder escolher, aconselho o uso de um Desktop.


Considerações finais:

Bom, disse tudo isso por uma experiencia própria. Tive um notebook Apple (peguei ele usado, com uns 3 anos de uso) e por 3 anos ele foi o computador que eu utilizava somete em estúdio. Foi um bom computador, porém em dias muito quentes era impossível utilizá-lo em ambiente sem ar-condicionado, ele esquentava muito e travava sempre que precisava fazer uma operação que exigia mais da máquina. No último ano vendi meu notebook (Apple) e coloquei um desktop Windows no estúdio. O Windows também não é um computador novo, tem uns 5 anos mais ou menos, porém ele dá muito mais conta do recado do que meu antigo MAC, por exemplo: acesso os pluggins mais rápido e consigo ter vários arquivos abertos ao mesmo tempo sem grandes problemas. A única falta que senti, apenas por uma questão de costume como disse acima, é que o programa Pro Tools que utilizo para gravação foi feito para trabalhar com MAC e com isso sinto falta de alguns atalhos e do layout que o programa tinha no sistema da Apple. Algo que vale ressaltar, se tiver condições opte por um Descktop Apple, mas não quer dizer que o Windows seja ruim, muito pelo contrário. Windows tem excelentes computadores.



Próxima semana vamos tratar do item número 2 da nossa lista, a Interface de Áudio. E se não sabe de qual lista estamos falando entre no link a seguir e descubra os 7 itens básicos para começar seu home studio: https://www.shuffle-studio.com/post/comomontarhomestudio


48 visualizações