Como escolher um Teclado MIDI

Hoje vamos falar de como escolher um teclado MIDI. Quantas teclas, com ou sem pad de percussão e quais marcas.

No último post falamos sobre controla de DAW e o teclado MIDI (para ver o post clique aqui). Hoje vou te ajudar a escolher um teclado MIDI que seja o melhor para suas necessidades. Então vamos lá!


Números de Teclas:

Existem teclados MIDI com 25, 40 até 60 teclas. Para saber qual o mais indicado para você é bom pensar qual a sua necessidade, e qual a sua fluência no instrumento piano/teclado/órgão. Se você tiver uma boa desenvoltura ao tocar piano e instrumentos de teclas, gosta de fazer arranjos, grandes aberturas de vozes e walkin bass, a minha sugestão é você escolher um teclado grande e com muitas oitavas e teclas. Já se você usaria o teclado MIDI apenas para coloco alguns efeitos e instrumentos te aconselho a comprar teclados pequenos, que além de mais baratos são bem mais portáteis.


Com ou sem PAD:

Os pad em teclados MIDIs são para facilitar na hora de colocar instrumentos percussivos, como por exemplo: bateria, batidas, congas etc. Você consegue colocar esses sons com as teclas normais, porém quando se trata de percussão é muito mais indicado a utilização desses pads pois facilitam o trabalho, além de ser mais intuitivo e prezeroso. Caso seu interesse não seja relacionado a instrumentos percussivos, te aconselho a pegar um teclado MIDI sem pad, pois são mais barato e os pads não teriam muita utilidade. Os pad podem ser usado como botoneiras, caso você trabalhe com Podcast ou rádio ou web rádio os pads são uma boa pedida.


Marcas:

As marcas mais indicadas são Akai, Arturia, Native Instruments, M-Audio, Korg entre outros. Pesquise bem sobre o que cada marca oferece, pois como dito no último post, teclados MIDI não tem som, o som está todo no computador. E algumas dessas marcas citadas a cima ao comprar oferecem gigas e mais gigas de samples para baixar. Além de boas bibliotecas de som muitas dessas marcas junto ao teclado liberam o uso de algumas DAWS. Lembre-se sempre de ver quais as marcas que tem conectividade com o programa de edição e gravação que você usa. Caso o teclado não tenha conexão com a DAW que você está acostumado, você não vai conseguir usar 100% do que o teclado pode oferecer.


22 visualizações